A Realidade da Nova Criação

Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo. E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. II Cor 5:16-17
A declaração enfática da palavra de Deus é que somos nova criação. As coisas antigas já passaram.
A m e l h o r m a n e i r a d e compreendermos a Bíblia é comparando escritura com escritura. Assim gostaria de usar o texto de apocalipse 21 como ilustração da nova criação.
O livro de apocalipse é um livro de símbolos. No capítulo 5, por exemplo, João tem uma visão de Jesus como um cordeiro com sete chifres. O cordeiro com sete chifres é apenas um símbolo. Os chifres simbolizam poder e o número sete significa perfeição. Assim Cristo é o Cordeiro que possui todo o poder e autoridade.
Nesse sentido podemos dizer que a Nova Jerusalém também é um símbolo. Ë evidente que literalmente existe a Nova Jerusalém com ruas de ouro que um dia descerá do céu, mas ela é também um símbolo da nova criação.

1. O que são as coisas antigas que passaram?

Vi novo céu e nova terra, pois o o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram. E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida. O vencedor herdará estas coisas, e eu lhe serei Deus, e ele me será filho. Ap. 21:1-7

Abraão teve duas mulheres em sua vida, Sara que era sua esposa e Agar uma concubina. Paulo diz que essas mulheres são símbolos de coisas espirituais. Agar simboliza o monte Sinai que representa a Lei e Sara simboliza a Nova Jerusalém que é o oposto do monte Sinal, ou seja Sara é a graça. Estas coisas são alegóricas; porque  estas mulheres são duas alianças; uma, na verdade, se refere ao monte Sinai, que gera para escravidão; esta é Agar. Ora, Agar é o monte Sinai, na Arábia, e corresponde à Jerusalém atual, que está em escravidão com seus filhos. Mas a Jerusalém lá de cima é livre, a qual é nossa mãe. Gl. 4:24-26
O monte Sinal representa a lei, pois toda a lei procede do monte Sinai. Hoje a vontade de Deus é que saiamos do monte Sinai e permaneçamos no monte Sião.
As duas mulheres representam duas alianças. Agar é a lei e Sara a graça. Paulo também diz que Agar representa a Jerusalém terrena e Sara a celestial.
A Jerusalém terrena que está em Israel está em escravidão porque crêem no monte Sinai, a lei. Mas a palavra de Deus diz que a Jerusalém do céu, a Nova Jerusalém é Sara. Ela é livre e mãe de todos os que crêem. De onde você é? Se você é nova criação então você é filho da Jerusalém celestial.
Mesmo hoje em dia os judeus chamam Jerusalém de Ierushalaim. Em hebraico toda palavra terminada em im é plural, assim eles declaram no próprio idioma que há duas Jerusalém, uma terrena e outra celestial. Nós, porém, somos parte da Nova Jerusalém.
O verso 3 diz: “Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles.”
Essas coisas já aconteceram. Hoje Deus tabernáculo conosco em Cristo e na verdade até fez de nós sua casa ou tabernáculo. Deus é conosco? Gloria a Deus que Emanuel já veio. Nós já somos povo de Deus ou isso é algo que ainda acontecerá? Pela nova Aliança nós já somos seu povo e ele é o nosso Deus (Hb. 8:10).
Não leia tudo isso como se fosse algo para o futuro. Sim, um dia veremos a face de Deus e também veremos a Nova Jerusalém, mas hoje tudo isso já é realidade na nova criação. As diferenças é que hoje essas realidades são invisíveis.
Tudo isso está escrito em apocalipse 21 para nos mostrar a realidade de II Coríntios 5:17. Nós somos a nova criação.

O verso 4 diz que Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram. Hoje o Consolador já nos foi enviado e ele enxuga as lágrimas de nossos olhos.
Não haverá mais morte, pranto e nem dor, incluindo enfermidades, porque as primeiras coisas passaram. Essas primeiras coisas são justamente as coisas antigas mencionadas em II Coríntios 5:17.
Então o que são as coisas antigas? São as primeiras coisas mencionadas como Morte, pranto dor, enfermidade e sofrimento. Essas coisas antigas já passaram. Veja que essas coisas antigas procedem da maldição da lei. A lei é uma coisa antiga que passou.
II Coríntios 5:17 diz que as coisas antigas passaram e eis que se fizeram novas. E Deus mesmo diz no verso 5: Eis que faço novas todas as coisas. Para nós que somos nova criação tudo se fez novo. Deus já fez isso em nós.
Todas essas coisas que passaram são o resultado da maldição da lei que é morte, dor e sofrimento. Mas na nova criação a maldição foi removida. Tudo agora é novo.
A maldição foi removida porque somos filhos da Graça, a Jerusalém celestial. As coisas antigas são as coisas relacionadas com a velha Aliança.
No verso 6 vemos a declaração: Tudo está feito! Quem disse isso? Aquele que é o alfa e o ômega, o princípio e o fim. E onde ele disse isso? No Calvário ele bradou: está consumado!
Uma vez que estamos em Cristo nós somos uma nova criação. Deus não diz que os incrédulos são nova criação, mas apenas aqueles que estão em Cristo.

2. Mas se é assim por que os crentes ainda sofrem todas essas coisas?

Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo. Is. 43:18-19

As coisas antigas são sempre a velha Aliança. A coisa nova a que se refere Isaías é na verdade a Nova Aliança. A Nova Aliança é a Aliança eterna. Não haverá outra coisa nova.
Eu sei que em todo reavivamento as pessoas dizem que Deus está fazendo algo novo. Mas isso é apenas uma força de expressão. Nada pode ser mais novo que a Cruz. Quando o Espírito abre os olhos do seu povo para a Nova Aliança tudo parece novo. No entanto o que parece novo é apenas a verdade que desde o princípio recebemos. Todo avivamento é apenas a redescoberta das coisas novas.
Nós agora estamos na nova criação, mas ainda temos em nosso corpo e em nossa mente coisas antigas. A palavra de Deus diz que pelo fato de considerar e lembrar constantemente das coisas antigas o inimigo ganha espaço em nossa carne.
Quando você sentir a dor da enfermidade no seu corpo, não gaste tempo considerando isso, mas declare que você agora é nova criação e essa doença não faz parte da sua nova vida. Tudo depende de como consideramos a verdade.
Quando aceitamos as palavras de condenação, doença e morte estamos considerando as coisas antigas. Mas o Senhor diz que elas já passaram, mas quando você as aceita elas permanecem. Para vivermos a realidade de II Coríntios 5:17 precisamos aplicar primeiro o verso 16 que diz:
Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo. II Cor. 5:16
Paulo diz que não devemos conhecer a ninguém de acordo com a carne. Não devemos considerar aquilo que somos na carne como a nossa verdadeira condição e realidade. A verdadeira realidade é o que somos em Cristo, e em Cristo somos nova criação. Deus está dizendo que devemos crer que somos uma nova criação ainda que o nosso corpo diga que não somos. Ainda que nossos sentimentos e sensações digam que não somos. Mesmo que a nossa experiência humana diga que não somos. Não devemos nos ver segundo a carne. Nem a nós nem aos irmãos que estão em Cristo. Quanto mais cremos mais vemos.

3. O que temos de fazer para andar nessa nova criação?

Nós vimos Isaías dizendo para que não consideremos as coisas antigas, mas agora vejamos o que o apóstolo Paulo nos ensina.
Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos r e n o v e i s n o e s p í r i t o d o v o s s o entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade. Ef. 4:20-24
A primeira coisa que precisamos entender é a respeito da verdade em Jesus. Existe uma diferença entre fato é verdade. É um fato que seu corpo está doente, mas a verdade é que Cristo levou na cruz todas as nossas enfermidades. O fato é temporário, mas a verdade é eterna. A verdade está em Cristo e ele diz que somos uma nova criação.
Depois Paulo diz que devemos nos despojar do velho homem no que diz r e s p e i t o a o t r a t o p a s s a d o , o comportamento antigo, e nos renovarmos no espírito do nosso entendimento, ou seja, renovarmos a nossa mente.
Essa é a maneira como nos despimos de nosso velho comportamento e nossa velha experiência, pela renovação do espírito da mente. Comece a pensar de si mesmo como sendo uma nova criação. Comece a renovar a sua mente com a verdade de que as coisas antigas passaram e tudo se fez novo. Eu não sou mais temperamental, sou uma nova criação. Não sou mais impuro e nem escravo do pecado, sou  impuro e nem escravo do pecado, sou uma nova criação. Não importa se na minha família existe essa enfermidade hereditária, eu sou nova criação. Não há mais maldição sobre mim, sou nova criação. Eu faço parte de uma nova espécie, uma nova criação.
Nós não somos velha criação e nova criação ao mesmo tempo. O velho homem já morreu. Não há mais velho homem em mim, mas ainda existe hábitos, comportamentos e pensamentos antigos. E como nós os removemos? Não é pela força, pela luta, pela força de vontade ou por alguma disciplina, mas pela renovação da mente, a renovação do espírito do entendimento. Comece a pensar que você é nova criação. Creia e se veja como um novo homem.
O nosso problema é que vivemos considerando as coisas antigas e declarando que ainda somos velha criação.
4. Como andamos nessa nova criação?
Podemos aprender isso a partir do exemplo do próprio Senhor Jesus. Ele nos mostra como ele andava em harmonia com aquilo que ele realmente era e é. Ele é a brilhante estrela da manhã. Ele é o pão da vida. Ele é a água da vida, ele é tudo aquilo que o seu coração sempre desejou.
Antes de manifestar o poder de quem ele era, o Senhor sempre fazia uma declaração, ele sempre confessava dizendo: “Eu Sou”.
Vemos, por exemplo, a ressureição de Lázaro. Quando alguém morre temos o pior cenário possível. Nessa situação qual foi a primeira coisa que o Senhor disse? Eu sou a ressurreição e a vida (Jo. 11:25).
O Senhor nem tinha morrido ainda, mas ele declarou que era a ressurreição. Ele não disse: eu espero que eu seja a ressureição. Nada disso, ele afirmou categoricamente, Eu Sou. Ele estava certo de quem ele era. Nós também precisamos chegar a um ponto de renovação da mente em que temos completa convicção que somos nova criação. Eu não espero ser, mas eu sou nova criação em Cristo.

Porque o Senhor disse que era a ressurreição e a vida, então a ressureição e a vida se manifestaram e Lázaro foi ressuscitado. Você precisa confessar antes que possa ver. Alguns esperam pelo dia em que não vejam mais enfermidade ou pecado em sua vida para poderem declarar que são nova criatura. Se você não diz você nunca verá. Confesse primeiro e então você verá.
Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas. II Cor. 4:18.
A orientação do apóstolo é que atentemos, consideremos as coisas que são invisíveis, porque estas são eternas. As coisas que vemos são temporárias e passageiras.
O que é invisível? A Nova Jerusalém e a nova criação. Mas essas são realidades eternas. O que são as coisas visíveis? A velha criação e a carne. Mas elas já passaram e nos tornamos parte da Nova Jerusalém, a nova criação.
Aprenda a ignorar o que você vê e sente. Comece a confessar as coisas invisíveis que são eternas. Deus é invisível, mas é eterno. Nós andamos por fé e não por vista. Visto que andamos por fé e não pelo que vemos. II Cor. 5:7.
Comece a confessar aquilo que Deus diz. Ele diz que somos nova criação e ele não pode mentir, então mesmo que não vejamos declararemos que somos nova criação, que somos justiça de Deus em Cristo.
5. Temos justiça e força
Um outro exemplo está em João 9. Antes de curar o cego, o Senhor Jesus declarou: Eu Sou a luz do mundo.
Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. Dito isso, cuspiu na terra e, tendo feito lodo com a saliva, aplicou-o aos olhos do cego, dizendo-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que quer dizer Enviado). Ele foi, lavou-se e voltou vendo. Jo. 9:5-7
Aquele homem era cego de nascença, assim ele vivia em trevas, nunca tinha visto a luz. Mas agora o Senhor está prestes a lhe dar a visão da luz, mas antes ele faz a confissão: Eu Sou a luz.

Ele não disse que era o pão da vida, o que de fato ele era, e nem declarou que era a água da vida, o que ele fez em outro contexto, mas ele disse que era a luz porque essa era a necessidade naquele momento. Antes de curar o cego o Senhor fez a confissão.
Você nunca verá a menos que você confesse. Nós fomos feitos à imagem de Deus, se o Senhor fez a confissão entes de ver, nós temos de agir da mesma forma.
O Senhor espera que seu povo confesse. Ele diz isso em Isaías 45:24.
De mim se dirá: Tão-somente no SENHOR há justiça e força; até ele virão e serão envergonhados todos os que se irritarem contra ele. Is. 45:24
Em Cristo nós temos justiça e força. E o que acontecerá quando você confessar? As pessoas verão o favor de Deus sobre você e aqueles que se irritarem com você serão envergonhados.
Quando você confessa que no Senhor você tem justiça e força todos os seus i n i m i g o s s e r ã o c o n f u n d i d o s e envergonhados.
Lembre-se que você precisa confessar. Declare agora “eu sou nova criação em Cristo!”.

Share

Recommended Posts

Curta nosso Facebook