Jó e a Justiça Própria

Jó e a Justiça Própria

Adquira essa mensagem em MP3



Jó 1:1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal.

Jó neste versículo é declarado Justo, o que seria nos dias de hoje eu e você, mais ainda que sejamos considerados Justos, há algumas áreas de nossas vidas que precisam ser tratadas;

I – Áreas a serem disciplinadas em nossas vidas

Deus procura remover todo e qualquer obstáculo em nossas vidas e um dos obstáculos mais sérios é a Justiça própria, mais sério que o pecado; Por quê? Quando você tem Justiça própria você não depende da Justiça que vem de Deus. Quando você acha que é bom e que é capaz de fazer algo e que, portanto merece, a Bíblia chama isso de Justiça própria, você deixa de estar debaixo do favor. Só fica debaixo do favor aquele que reconhece que não há Justiça nele a Justiça que ele tem é pela fé em Cristo Jesus

II – Rejeitar a Justiça própria

Essa atitude não é a de ficar se depreciando, como por exemplo: eu não presto, eu não valho nada. Não aceitar a Justiça própria é declarar o que Cristo é.

Ex: Estou fazendo essa boa obra, mas eu não confio na minha obra eu confio na obra de Cristo;

Eu estou entregando o meu dízimo, mas eu não me Justifico quem me Justifica é Deus. O Apóstolo Paulo diz: minha consciência não me argui de nada mesmo assim eu não me Justifico, pois quem me Justifica é Cristo. Mesmo quando não tem nada de errado em nós não devemos nos Justificar, pois quem nos Justifica é o Senhor. Quando você faz isso você se coloca debaixo do favor de Deus que é a coisa mais importante na vida de alguém. No entanto Jó confiava na sua própria Justiça, no que ele mesmo tinha feito de Justo.

III – Deus nos trata ou disciplina como aconteceu com Jó?

É importante você entender a diferença de dispensação, não estamos na dispensação dos Patriarcas, estamos em uma nova dispensação. Estamos na dispensação da graça, ou da nova aliança, qual que é a diferença?

Quando o diabo chegou diante de Deus acusando Jó, alguém defendeu Jó, tinha um advogado defendendo Jó? Não, não tinha nenhum advogado, mas e hoje?

Se o diabo chegar diante de Deus te acusando, tem um advogado para defender você?

Cristo Jesus, ele é advogado diante de Deus para defender você. Creia você tem diante de Deus um advogado que não perde causa, então veja o diabo não tem mais espaço para condenar você, ainda que ele tente condenar você na sua mente. Quando isso acontecer é só recorrer ao seu advogado, ou você diga a ele, fale com meu advogado Jesus Cristo, Ele tem algo para te dizer a respeito dessa acusação, Jesus vai mostrar o sangue derramado, por causa disso não há mais condenação sobre você.

Jó 30:24 De um montão de ruínas não estenderá o homem a mão e na sua desventura não levantará um grito por socorro?

Aqui jó estava clamando por advogado por alguém que levasse sua causa até o trono e intercedesse por ele. A maneira de Jesus fazer é:

A terra foi dada a Adão, Quando Adão pecou ele deu tudo ao diabo, agora todos os homens se tornaram escravos do diabo.

Em Ap 5, Deus tem um livro na mão que ninguém podia pegar que livro é esse? É o livro da escritura que dava direito ao diabo de agir na terra e oprimir todos os homens, porque todos eram escravos dele. A Bíblia fala que Jesus vem, ele é o cordeiro e ele é o Leão e João fala que ele pegou o livro que estava na mão de Deus porque com seu sangue ele comprou pra Deus os que procedem de toda tribo língua povo e nação;

Agora o diabo não tem base para vir conversar com Deus porque o homem não é dele mais, Jesus comprou de volta.

IV – Hoje Deus disciplina seus filhos ainda?

Sim, mas não disciplina seus filhos trazendo pragas, mortandade ou com acidentes de carro porque no velho testamento ele era o Juiz, mas agora ele é também o seu pai;

V – Qual era o problema de Jó

O problema de Jó se chamava Justiça própria, todas as vezes que você faz algo e por isso acha que merece algo isso é Justiça própria, você sai debaixo do favor, você está escolhendo ser abençoado somente por merecer, eu não quero ser abençoado somente se eu merecer eu quero ser abençoado por causa do merecimento de Cristo.

Pastor como é que eu sei que eu estou agindo pelo merecimento? Quando você coloca a culpa de tudo em alguém. Aconteceu algo, a culpa é do meu marido, a culpa é da minha mulher, a culpa é do pastor, a culpa é de Deus Jó 38, não e minha. Por quê? Na sua cabeça você não merece nada que acontece com você tudo que lhe vem alguém tem que ser culpado, menos você, muitas pessoas tem enorme dificuldade de assumir responsabilidades seja lá do que for. Por quê? Porque ele tem que manter a Justiça própria e ele têm que sentir que está bem porque se ele não sentir isso ele vai achar que não merece nada de Deus. Mas é ao contrário, se você soubesse que: Quanto menos você merecer mais você vai receber de Deus, aí você ficaria diante de Deus, eu não mereço mais eu quero tudo eu não mereço, mas Cristo já fez por mim.

Conclusão – Jó 42

O grande sinal que uma pessoa é cheia de Justiça própria é quando ele não perdoa, porque ele acha que é bom o suficiente para exigir justiça de todos com ele. Todo mundo tem que ser correto com ele porque ele merece, o grande sinal de justiça própria é o ressentimento. Jó guardava ressentimento de seus amigos que o acusava de estar passando por tudo por causa de pecados, isso magoava Jó, porque não havia pecado em Jó. Mas Deus disse a Jó, eu vou mudar a sua sorte quando você orar por seus amigos e Jó orou como sinal de que havia perdoado os mesmos e quando Jó orou fica provado que ele se arrependeu de sua Justiça própria.

Share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta nosso Facebook