A Obra de Três Homens

A Obra de Três Homens

Adquira essa mensagem em MP3



 

  • Romanos 5:17 – Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de um só, a saber, Jesus Cristo.

 

A Escritura diz que fomos chamados para boas obras. Portanto precisamos avaliar que tipo de obra estamos realizando para Deus. 1 Co 3 afirma que o Dia do Senhor vai provar a obra que cada homem realizou. Não podemos simplesmente fazer coisas, precisamos atentar para o coração de Deus. O coração de Deus vai na direção do seu propósito: filhos!

Romano é chamado o Quinto Evangelho, o Evangelho de Paulo. O apóstolo mesmo afirma: “segundo o meu Evangelho”. Precisamos atentar para a obra de três homens: Adão; Cristo e nossas próprias obras. Obra de Adão x Obra de Cristo x Obra Homem! Segundo o capítulo cinco de Romanos podemos aprender muito sobre isso.

 

  • A obra de Adão

 

 

  • Romanos 5:19 – Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos.

 

Muitos irmãos não conseguem avançar mais porque estão na obra errada. Deveriam estar na obra de Cristo mais ainda estão na obra de Adão. Se sentem acusados e condenados. Não possuem fé para avançar. Qual foi a obra de Adão? O pecado! Essa foi a sua atividade no Éden. Foi a sua marca para a humanidade. Como Adão é lembrado? O homem que pecou. Qual foi sua herança para o mundo: o pecado!

 

  • Romanos 3:23 – Todos pecaram e carecem da glória de Deus.

 

Todos pecaram? Não parece injusto isso? Somente Adão pecou. Todavia Deus trabalha com o princípio do representante. A obra de Adão representava a obra de todos os homens. Como ele foi o primeiro homem, ele foi cabeça de     uma raça.

 

  • Romanos 5:12-21 – Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram.

 

Adão foi o pai de todos e em seu DNA foi introduzido, por escolha própria, o “vírus” do pecado. Assim, seus filhos, os demais homens, nasceram com o mesmo “vírus”, o pecado. Por isso Davi afirma: “em pecado me concebeu a minha mãe.” Salmos 51:5.  A grande questão não é o que Adão fez e sim o que Cristo fez por nós! Não deveríamos nos preocupar tanto com a obra de Adão. Estamos na Nova Aliança, estamos em Cristo! Todavia, mesmo nos dias da Nova Aliança muitos crentes permanecem em Adão, ou seja, permanecem debaixo do julgo do pecado. Como seria isso? Isso é claramente comprovado pelas nossas preocupações. Muitos irmãos se ocupam mais de Adão e sua obra que de Cristo e sua obra.

 

  • Romanos 5:13

 

Porque antes da lei já estava o pecado no mundo, mas onde não há lei o pecado não é levado em conta.

Veja que o texto afirma que a morte reinou de Adão até Moisés. Muitos irmãos pararam aqui, em Moisés. Não estão desfrutando de Cristo. Por quê? Porque ainda estão vivendo pelo comportamento e não pela fé. Vive pelo comportamento quem vive pela obra de Adão, ou seja, ele vive em função do pecado. Ele medita no pecado. Eles contam quantas vezes pecaram no dia. Eles se ocupam da frequência do pecado, do tipo do pecado, como vencê-lo, como resisti-lo e outras obras como estas. Isso é uma vida muito angustiante e pesada. Esse tipo de vida trás dois resultados: culpa e condenação. Trás culpa porque a pessoa não vai conseguir vencer o pecado desta maneira e trás condenação porque o diabo o acusa de dia e de noite.

Não quero diminuir o peso do pecado. A obra que o pecado causou no mundo foi tão terrível que custou o sangue do filho de Deus. Jamais quero diminuir a obra que Cristo realizou, todavia me recuso a crer que a obra de Adão seja maior que a obra de Cristo. O sangue tem maior poder que o pecado! Precisamos viver pela obra de Cristo e não pela obra de Adão. Quando você vive em função do pecado, em meditar nele, em tentar resiti-lo ou vencê-lo você está na obra de Adão. O resultado disso é uma vida cristã medíocre e derrotada, sem fé e sem conquistas! Saia da obra de Adão. Creia que o sacrifício do Calvário foi suficientemente poderoso para livrar você do poder da morte e do pecado.

 

  • Todavia, não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um só, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça de um só homem, Jesus Cristo, foram abundantes sobre muitos. 

 

 

  • A obra de Cristo

 

 

  • Romanos 5:15 – O dom, entretanto, não é como no caso em que somente um pecou; porque o julgamento derivou de uma só ofensa, para a condenação; mas a graça transcorre de muitas ofensas, para a justificação.

 

Qual seria a obra de Cristo? A Salvação plena de Deus: o dom da justiça. A chamada Justificação! Enquanto a obra de Adão gerou morte a todos a obra de Cristo gerou vida a todos os que vierem a crer nele (João 1:11). A questão é que a obra de Cristo não é imposta, ela é oferecida! Ela está à disposição de todo aquele que crê. O dom não é ou não funciona como a ofensa, ou seja, a obra de Adão não funciona como a obra de Cristo. Parece injusto? Você recebeu a obra de Adão por nascimento, mas a obra de Cristo é recebida por fé. Você recebeu a herança de Adão, o pecado, por nascimento, mas a salvação somente pela Graça mediante a Fé. (Efésios 2:8)

  • Romanos 5:16 –

Se a obra de Adão teve um poder imagine a obra de Cristo. Infelizmente muitos irmãos não creem nisso. Eles preferem crer que a obra de Adão é mais poderosa. Eles afirmam: “Eu peco todos os dias! Eu sou pecador.” Ao afirmar isso você está apenas fortalecendo a obra de Adão. Essa é a pregação da morte, ou seja, do poder do pecado. Quem afirma todos os dias que é pecador e que a única certeza que ele tem é que vai pecar, jamais terá fé para vencer o pecado. Uma pessoa assim não está na obra de Cristo, a justificação, está na obra de Adão.

Quem está em Cristo não vive afirmando que é pecador e sim justo. Claro que pecamos, mas não estamos vivendo em função disso. Vou lhe dar um exemplo para sua melhor compreensão: Eu sou motorista. Tenho carteira B. Isso não faz de mim um motorista profissional. Sei fazer bolo, mas isso não faz de mim um confeiteiro profissional. Moral da história: você peca, mas isso não faz de você um pecador. Você escolhe qual obra quer se dedicar: a obra de Cristo ou a obra de Adão. Não quero me dedicar ao pecado, quero me dedicar a Cristo. Quero meditar sobre     condenação do pecado.

 

  • Romanos 5:20 –

 

 

  • A obra do Homem

 

A escritura diz que nossas obras serão provadas. Cada um irá prestar contas de suas obras no Tribunal de Cristo.

 

 

  • 2 Co 5:10 – “Por que importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um recebe o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.”.

 

Não podemos deixar nossos dias passarem em branco. Precisamos remir o tempo, os dias são maus. (Efésios 5:15-16). Existe uma obra que cada cristão está realizando. Não estamos aqui apenas para passar nossos dias. Fomos chamados para boas obras, em Cristo Jesus. As nossas obras serão fruto da raiz onde elas estão. Somos apenas o canal, apenas o tronco das árvores. Não somos a raiz. A raiz só pode ser uma: Cristo. Escolha a raiz certa e permaneça nela. Não escolha viver pelas obras, escolha viver pela fé. Não escolha realizar obras baseadas em sua força natural e sim na força de Cristo.

A obra de quem você escolher, Adão ou Cristo, nela mesmo você vai frutificar. Se você tem escolhido a obra de Adão você vive sempre se analisando, sempre se avaliando e o resultado desta vida deve ser peso, cansaço e constante condenação. Você deve se sentir um crente sempre em débito. Daqueles que nunca se sentem em paz com Deus! Se você escolher a obra de Cristo então você deve se sentir em paz com Deus (Romanos 5:1). Você não vive mais pelo comportamento e sim pela fé. Não se sente em débito com Deus porque já foi tudo pago em Cristo Jesus no Calvário. A única coisa que você pode dizer é: “ESTÁ CONSUMADO!”.

Share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta nosso Facebook